Polícia

21/08/2017 17:45

Quadrilha do roubo ao Sicoob usou dois cativeiros em Ouro Preto, praticou o roubo na Linha 04 e um assalto à boate

A Polícia Civil apurou que o bando preso pelo sequestro e roubo ao Posto Avançado do Sicoob Ourocredi em Vale do Paraíso, crimes ocorrido entre as noites de quinta e a madrugada de sexta-feira (18), foi responsável também pelo roubo com restrição de liberdade praticado na noite de quarta-feira (16) na linha 04 da RO-470, onde uma família foi amarrada e mantida refém dos bandidos.

Os bandidos queriam armas, quatro entraram na casa e um provavelmente ficou no veículo para dar fuga ao bando. A quadrilha confessou na Delegacia Civil em Ouro Preto do Oeste que foram os autores de um roubo à Boate Las Vegas, na BR-364 com rua Dom Pedro II, ocorrido na terça-feira. Os bandidos chegaram a pé, renderam a gerente e outras garotas, um deles pulou o balcão do bar, pegou o dinheiro que tinha, mais algumas bebidas e fugiram a pé. Relatório de agentes do serviço de inteligência da Polícia Militar, que na madrugada de sexta-feira atuou efetivamente na localização, abordagem e prisão dos criminosos, mostra que o bando usou dois cativeiros para manter reféns o gerente do Sicoob Ourocredi, a mulher, um lho e uma enteada com menos de 10 anos. O primeiro cativeiro utilizado pelos bandidos foi numa casa no Bairro Alvorada (Industrial), localizada próxima do cemitério. Por volta de 4 horas da madrugada de sexta-feira(18), a família foi levada para o casebre próximo à BR-364, e do entroncamento com a RO-470.

Os irmãos Arnaldo Gomes Barboza e Reginaldo Gomes Barboza, que são de Jaru, e Fábio de Araújo Ferraz, que reside em Ouro Preto, na rua Princesa Isabel, seguiram com o gerente para Vale do Paraíso enquanto José Carlos Gaspar, o “Gasparzinho”e Weverson de Souza Ambrósio ficaram com a mulher do gerente e as crianças no cativeiro. Reginaldo, Gasparzinho e Weverson fugiram do presídio de Alvorada do Oeste na madrugada de 11 de agosto.

O delegado Júlio Cesar de Souza Ferreira terminou o relatório da prisão da quadrilha às 21 horas de sexta-feira, e após 15 testemunhas serem ouvidas, ele indiciou os cinco na Lei 12.850 e artigos 29 e 59 do Código penal. “Conclui os flagrantes e eles foram autuados nos crimes de organização criminosa armada e extorsão mediante sequestro majorado porque tem vítima menor de 18 anos e foi praticado por quadrilha. Eles foram recolhidos ao presidio por que é crime inafiançável e hediondo”, disse o delegado. A Polícia Civil orienta que, caso aja algum cidadão que tenha sido vítima de um dos cinco indivíduos presos pelos roubos mencionados até o momento, que ele compareça à Delegacia Civil, ou comunique ao quartel da PM mais próximo.

 

Fonte:correiocentral


Img 20190315 wa0062Logo 400x340OndaImg 20181118 wa0053Img 20180328 wa0042

Todos os direitos reservados, site plantaocentral.com.br/agosto/2015

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo