Arquivos 710 banners 15212 logo png 340 340 1 0  png
Anigif
2018 10 15 14.56.14
605x70 1 1

Polícia

Após um clima festivo do dia de Natal regado a bebida e muitas drogas, o ex-presidiário Diego de Oliveira Pena, 26, levou um golpe de faca profundo no pescoço desferido pela sua mulher Lenilda de Almeida Kilpper, 24, no interior da residência localizada no Bairro Jardim Aeroporto II, à Rua Celso Carminatti. O fato ocorreu por volta de 01h50min deste sábado (26), em Ouro Preto do Oeste.

Diego começou a esguichar sangue pelo pescoço, entrou com um colega de festa em uma picape VW Saveiro Cross, saiu dirigindo numa viagem alucinada para o Hospital Municipal e na altura da Avenida Gonçalves Dias, perdeu o controle da picape atravessou o canteiro e a pista contrária, vindo a colidir do outro lado contra a parede de um imóvel comercial na Rua Caetés. “Eu estava sentada no banco de casa e vi tudo: ele desceu do carro com os braços abertos gritando socorro! O colega dele desceu e vazou”, contou dona Rosa Pereira Rocha, que presenciou o acidente.  

A vítima do golpe ainda foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu a caminho do Hospital Municipal. A mulher dele fugiu. Na casa de Diego Oliveira, os policiais militares sargento Jairo e soldados Reinaldo e Gomes com os peritos da Polícia Civil encontraram restos de cocaína caída no chão, e porção de maconha no sofá da sala. Os policiais tiveram que pular o muro, e ficavam surpresos ao descobrirem que a movimentação na rua era observada numa TV da sala, por meio de uma minúscula câmera de monitoramento instalada no poste de energia.

Os peritos Richers Hatzinakis e Vinicius Sperb realizaram o trabalho de praxe dentro da residência e registraram a presença de drogas em vários locais. Havia sangue

por todo lado, em razão da forte estocada que a vítima levou no pescoço. “Pelo tamanho do corte, (o golpe) foi com uma faca pequena”, observou o perito Richers. A faca não foi localizada na cena do crime.    

  CRIME EM 2008

Diego de Oliveira Pena ficou conhecido em 2011, quando foi elucidado em Ouro Preto do Oeste o crime de assassinato de uma adolescente de 14 anos que em 2008 foi cruelmente executada a facadas, e teve o corpo desovado na BR-364, na curva da estação da Ceplac.

Diego, juntamente com outra garota menor de idade, revelou toda a trama que envolveu a morte da garota, e delataram a participação dos policiais militares Maicon Doubert Damasceno e Hubert Pereira da Silva, que acabaram presos. Diego confessou à época que apenas dirigiu o veículo usado para levar o corpo da adolescente até o trecho da BR, e revelou que foram os dois PMs estupraram que mataram a garota.

Diego foi sentenciado pelo juiz criminal Haruo Mizusaki a pena de reclusão para ser cumprida até 26 de setembro de 2018. Mas em razão da progressão de pena ele foi para o semiaberto em 2 de dezembro de 2012, para o aberto em 4 de agosto de 2014 e ganhou o Livramento Condicional no dia 16 de novembro do ano passado.

Fonte: www.correiocentral.com.br

Edmilson Rodrigues


Img 20181009 wa0212Img 20181015 wa009220181015 144212Img 20180328 wa0042

Todos os direitos reservados, site plantaocentral.com.br/agosto/2015

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo