Arquivos 710 banners 15212 logo png 340 340 1 0  png
705x90
Gifbbanner

Esporte

14/10/2017 23:05

Jovem Jiparanaense marca gol na raça na final do Brasileiro Sub-20 Confira.

 
  • A primeira partida da final do Brasileirão Sub-20 foi disputada em Minas Gerais, entre Coritiba e Cruzeiro, na tarde desta quinta-feira (12). A partida no Independência terminou empatada em um a um, com o gol do time da casa sendo marcado por Marcelo, após uma marcação equivocada de pênalti, e com o gol do Coxa marcado por Thalisson Kelven.

Agora serão mais 90 minutos de bola rolando até a decisão do título. O jogo decisivo será no estádio Couto Pereira, casa do Coritiba, em partida que foi marcada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para a sexta-feira (20), às 16h30. Sócios do Coxa têm entrada gratuita. Para os demais torcedores, a entrada custa R$20 (inteira) e R$10 (meia).

O Coritiba leva uma certa vantagem para os últimos 90 minutos da final do Campeonato Brasileiro Sub-20. Isso porque, um empate sem gols dá o título ao Coxa.


Lightpress Foto: Yuri Edmundo

Coxa cria chances no primeiro tempo, mas jogo fica no 0x0 até o intervalo

O treinador Sandro Forner contou com todos os atletas à disposição para essa partida e optou por escalar o Coxa com Arthur, Marcos Moser, Fernando Dinis, Romércio, Thalisson Kelven, Léo Andrade, Vitor Carvalho, Julio Rusch, Gustavo Índio, Matheus Bueno e Mosquito.

Com a bola rolando, o Coritiba iniciou a partida com a estratégia de se defender e impedir o ímpeto inicial do Cruzeiro. Mas aos poucos o Verdão passou a criar oportunidades. Inclusive a primeira chance clara de gol foi coxa-branca, aos 19’, com Matheus Bueno cruzando da direita, e Léo Andrade emendou para dentro da área e Marcos Moser quase abriu o placar de cabeça. Pouco depois Marcos Moser também arriscou, mas a zaga desviou para escanteio.

O Cruzeiro respondeu aos 22’, com Nonoca. Então, a partida ficou mais disputada, até o momento da parada técnica para reidratação dos atletas por causa do forte calor. O Coxa voltou ainda mais ofensivo, mas sem deixar de cuidar da forte marcação para evitar as chegadas dos mineiros.

Aos 39’, o Coxa quase marcou. Índio tocou para Mosquito que ia chegando na velocidade, mas a zaga cruzeirense tirou o perigo. Pouco depois, Julio Rusch cruzou e o goleiro saiu para fazer a defesa. Índio tentou de fora da área e mandou por cima do gol.

Cruzeiro abre o placar e Coxa busca empate na raça

Na etapa complementar da partida, o Cruzeiro começou pressionando, criando chances de gol. Aí aos quatro minutos, a auxiliar de arbitragem assinalou a penalidade a favor do time da casa, em um lance que gerou muita reclamação, pois ninguém entendeu o que aconteceu. Aí o Cruzeiro abriu o placar com Marcelo.

O Coxa precisava não se abalar com o equívoco de arbitragem e ir para cima. Aos 12’, Julio Rusch cobrou falta que passou perto. O treinador coxa-branca acabou sendo expulso do banco por reclamação, então, quem passou a comandar o Coritiba foi Mozart. Aos 28’, Matheus Bueno e Índio deixaram o campo para entrada de Romeu e Pablo.

O Coritiba não se deu por vencido e foi para cima buscando o gol de empate. Aos 36’, ele saiu. Mosquito avançou com velocidade pela esquerda e cruzou na área. Thalisson Kelven apareceu para cabecear para as redes e deixar tudo igual no Independência.

Depois do gol coxa-branca, o Verdão segurou o jogo com inteligência para ficar pelo menos com o empate na partida que foi equilibrada. Fim de papo com o placar igual em 1 a 1. 


 
 

Savassi

Todos os direitos reservados, site plantaocentral.com.br/agosto/2015

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo