Cidades

29/06/2017 22:13

Jovem que matou namorada é condenado a 12 anos de prisão.

No ultimo dia (17) de janeiro, um crime bárbaro abalou a população de Mirante da Serra onde um jovem de 25 anos identificado como Sandro Fontes da Costa, acabou assassinando a própria esposa Vanessa Cardoso dos Santos com dois golpes de faca em uma residência que fica na rua Porto Alegre no setor II da cidade de Mirante da Serra.

Durante Júri Popular que foi realizado nesta quinta feira (29) com duração de 4h, Sandro relatou como tudo ocorreu,dizendo que havia passado o dia todo na casa de amigos tomando um caldo, e já a noite foi para casa com sua esposa, na qual convivia já a 4 meses,ao chegar em casa, Sandro pegou um colchão e jogou no chão da sala e começou a assistir Televisão, momento em que Vanessa começou tocar no assunto de um relacionamento antigo da própria amiga com Sandro, momento em que o jovem se levantou e foi em direção e foi atingido por um ventilador, ao chegar no quarto Sandro iria vestir uma camisa e iria para a casa da mãe, e ai foi onde a vitima Vanessa, tentou atingiu com uma faca e ai foi quando a tragédia aconteceu.

A sentença foi lida por volta das 13h, pela Juiza Márcia Adriana Araújo Freitas Santana, na qual Sandro Fontes da Costa foi sentenciado a 12 anos de reclusão pelo crime de Feminicidio, ocorrido no dia 17 de Janeiro.

Sandro foi julgado pelo Tribunal do Júri, onde os senhores Jurados, por maioria dos votos, reconhecido a materialidade, o nexo reconhecido a materialidade, Pelo Ministério Público, representado pelo Promotor de Justiça Tiago Cadore foi realizada sustentação oral nos limites da pronúncia, e foi defendida a tese de que houve um crime de violência doméstica e pleiteada a condenação pelo crime de feminicídio.

A Defensora Pública Silmara Borghelot sustentou as seguintes teses: o agente agiu em legítima defesa, e que fosse retirada da qualificadora de feminicídio. No entanto, os jurados responderam negativamente ao quesito de absolvição, e reconheceram a qualificadora do feminicídio.

O promotor Tiago Cadore apresentou para os jurados o laudo tanatoscópico elaborado pela Perícia técnicocientíca da Polícia Civil, relatando que Vanessa sofreu duas perfurações no peito, uma facada com corte de quatro centímetros transfixou o coração, pulmão e o fígado na qual a fitima acabou vindo a óbito devido a hemorragia.

O promotor por diversas vezes questionou o fato de que, o local onde a vítima foi atingida é protegido pela caixa torácica, e devido a isso os golpes foram intencionalmente para matar, descaracterizando a tese de legitima defesa. E devido a isso os jurados entenderam que Sandro praticou o crime de Feminicidio.

Fonte: noticias190.com.br


Logo 400x340Img 20181110 wa0036OndaImg 20181118 wa0053
https://youtu.be/88TAVJFtvY0
Img 20180328 wa0042

Todos os direitos reservados, site plantaocentral.com.br/agosto/2015

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo